País

Matilha de cães vadios assusta moradores e turistas em Aveiro

Relatos nas redes sociais dão conta de ataques de cães desta matilha a moradores e turistas na freguesia de São Jacinto, em Aveiro. A Câmara está a trabalhar em conjunto com a GNR para resolver o problema.

Cães vadios (imagem de arquivo)
Canva

SIC Notícias

Lusa

Os trilhos da natureza da Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, em Aveiro, estão encerrados há mais de três meses devido à existência de uma matilha de cães vadios, que está a assustar os moradores e turistas.

Nos últimos meses, têm surgido relatos nas redes sociais sobre ataques de cães a moradores e turistas na via pública nesta freguesia do concelho de Aveiro, uma situação que já ocorreu em 2018.

Questionado pela Lusa, o presidente da Junta não quis falar sobre o caso, limitando-se a dizer que o assunto está a ser tratado pela Câmara de Aveiro e Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) tendo em vista a captura dos animais.

Em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Aveiro, Ribau Esteves, disse que a autarquia tem conhecimento do problema, adiantando que os animais têm "aparições pontuais" que "põem em causa a segurança das pessoas".

Ribau Esteves afirmou ainda que a câmara está a trabalhar em conjunto com o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da GNR e o ICNF para resolver o problema "o mais rapidamente possível".

"Estamos a trabalhar para definirmos uma operação, que eventualmente terá vários momentos, e os métodos adequados para recolher estes animais", disse o autarca, reconhecendo que se trata de uma operação "difícil", porque os animais são "muito selvagens".

Além deste caso, o presidente da câmara referiu que existe uma outra matilha de cães vadios na freguesia de Eixo, adiantando que também neste caso está a ser preparada uma operação para "apanhar os animais mais selvagens da matilha".

Recentemente, a Assembleia Municipal de Aveiro rejeitou uma proposta apresentada pela deputada do PAN, Marta Dutra, para a construção de um parque de matilhas no concelho para albergar os cães vadios.

Últimas